segunda-feira, 4 de junho de 2012

“Eu escolhi esperar... e agora?” #1




Já que estamos novamente no mês em que tudo e todos (pelo menos no que diz respeito à mídia) gira em torno dos namorados, resolvi colocar no ar uma série de posts para aqueles que como eu são solteiros(as). 
Mais uma vez escrevo aqui sobre aquilo que o Senhor tem tratado comigo!
Bom, tem se tornado cada vez mais conhecido no Brasil o movimento do Eu Escolhi Esperar... que é uma benção! (e do qual eu faço parte também!!) Ao menos aqui no meu círculo de convivência, porém, eu vinha sentindo falta de uma Palavra que fosse além do "A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual." 1 Tes 4:3

É claro que esse texto é correto, e tenho decidido obedecer! Mas comecei a pedir ao Pai uma Palavra específica sobre o que fazer além dessa escolha de esperar... (porque, vamos combinar né? A gente decide esperar por alguém do Senhor.. e daí? Faz o quê? Fica lá sentado em casa, vendo TV.. aí domingo vai pra igreja, senta no banco e espera o varão, ou a varoa, cair na sua cabeça?)  e então o Senhor me deu esse título:


“Eu escolhi esperar... e agora?" O que fazer no tempo da espera!


Durante o mês de junho, então, vou colocar aqui essa série de estudos que o Senhor tem falado... mas antes de falar propriamente sobre o que fazer no tempo da espera, queria só repassar algumas coisas que vocês já devem estar carecas de ouvir nas suas igrejas, mas quero ter certeza de que todos estamos falando a mesma língua e temos a mesma base:



Primeiro, sobre o papel do namoro... pra conhecer melhor alguém que já tenha objetivos comuns aos os nossos, que combine. Não caia no engano que convivendo com você essa pessoa vai mudar de objetivo de vida! Se você tem chamado pra ser missionária em outro país, por exemplo, e o cara nem acredita que exista essa coisa de chamado, vai orar!! O Senhor pode todas as coisas, não você! Ora e espera o Senhor mudar o coração dele (ou o seu!). Antes disso tudo, você precisa ter claro quais são os objetivos de Seu pra sua vida (pra depois saber se combinam, né?), então se você não sabe bem quem você é diante do Senhor, já fica a dica... que talvez ainda não é hora de pensar em namorar... ;)
Acredito que o namoro é também, um tempo de preparação e crescimento ao lado daquele(a) com quem você planeja dividir a vida! Ou seja, a gente só deve namorar se vê que aquela pessoa é (ou pelo menos parece) aquilo que você pede a Deus como marido(esposa)! 

Segundo, acredito que um namoro entre cristãos deve ter um padrão de santidade, com cuidado de não defraudar a outra pessoa! (nem vou entrar na questão de namoro entre um cristão e um não cristão, porque eu creio que a bíblia é bem clara sobre isso: Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas? II Cor 6:14)
Então, sobre esse cuidado, Defraudar... é palavra difícil né?
Só pra esclarecer... defraudar é uma mistura de enganar, roubar e extorquir. Nós enganamos quando excedemos em certas intimidades, com as quais não temos como nos responsabilizar pelos desdobramentos físicos e emocionais. Nós roubamos quando temos um tipo de relacionamento e intimidade que não são próprios do namoro. Quando não podemos assumir as condições necessárias de segurança, estabilidade e durabilidade. Nós extorquimos quanto usamos de chantagens emocionais para satisfazermos nossas intenções egoístas de prazer, sem considerar as conseqüências do que estamos fazendo ou intencionando.
É preciso ser muito sincero no namoro e deixar claro os limites (que são diferentes até certo ponto, pra cada pessoa) pra que um não faça o outro pecar!


E por último, sim, também acredito que namoro é um relacionamento sério, que deve ter como objetivo final o casamento... e não apenas um passatempo para suprir uma carência de atenção ou de carinho, ou só porque é legal, ou porque "todos os meus amigos tem namorada".
Antes de encerrar, alguns conselhos.. frases curtas que servem pra gente refletir sobre esse assunto:

*Não devemos buscar um(a) namorado(a) que nos complete! Tudo que precisamos está no Senhor. Devemos ser primeiramente completos nEle e Ele mesmo nos dará alguém que nos fará transbordar pra Sua glória.

*Assim como um fruto colhido antes do tempo é azedo e não agradável para comer, o fruto que não é colhido no tempo apodrece no pé! Busque no Senhor o tempo certo para agir e para esperar (lembre-se que Ele poderá usar outras pessoas que tem uma vida séria com Deus para fazer você entender esse tempo).

*Coisas boas também podem nos afastar do Senhor! Elas podem desviar nosso foco! Precisamos ter cuidado para não desviar os olhos do Abençoador por causa da benção que recebemos, nada pode tomar o lugar do Senhor na nossa vida, Ele e só Ele deve ser o centro!


5 comentários:

  1. Fera demais, nos abençoou muito quando vc pregou sobre o tema para os nossos adolescentes.

    Continue compartilhando sempre dessas inspirações em Cristo.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o teu texto....

    é a mais pura verdade essa tua frase "então se você não sabe bem quem você é diante do Senhor, já fica a dica... que talvez ainda não é hora de pensar em namorar... ;)

    Deus abençoe... :-)

    ResponderExcluir
  3. Engraçado, Fernanda, apesar de eu não ser cristã, concordo com praticamente tudo que escreveste neste post (e no segundo, li na ordem inversa). Muito interessantes as tuas reflexões e seria ótimo se mais gente pensasse/lesse a respeito. Bem legal a tua ideia de compartilhar teus pensamentos, vou acompanhar as próximas postagens. ;o)

    ResponderExcluir
  4. Ola Fernanda, lendo o teu texto e outros materiais acabei escrevendo um também, onde eu cito uma parte do teu texto, espero que não tenha problema..

    Graça e paz....

    Esse é o link do texto que eu citei uma frase tua....
    http://martinsrenata.blogspot.com.br/2012/06/tem-algum-problema-ser-solteira.html

    ResponderExcluir
  5. não tem problema não Renata! ;)
    escrevi para compartilhar mesmo... que bom que o texto foi benção!

    ResponderExcluir