segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Dando uma de criança...






Perdoar não é esquecer, não é fingir que o passado não o atingiu, nem mesmo ignorá-lo...
Perdoar é violentar nossa própria razão e nossas emoções, essas mesmas que trazem a lembrança as experiências que nos fizeram tão mal e que são objeto da necessidade de perdoar! Isso mesmo, é violentar aquilo que nos faz humanos, razão e alma!
Efetivamente perdoamos quando subjulgamos essa nossa essência a maior essência de todas, Cristo!!

Ore, entregue, perdoe, como criança...abrace quem o ofendeu e esqueça!
Deus fez assim conosco na cruz!

Ficar remoendo coisas do passado, nos faz mal! Ficamos presos, amargos... olhamos tanto pra trás que tiramos os olhos do Alvo que é Cristo e não conseguimos enxergar Seus planos para nós!
Ouvi certa vez uma frase que, para mim, é a explicação perfeita para descrever o efeito de "ficar de mal" com alguém, de guardar mágoa:
"A mágoa é um veneno que tomamos esperando que o outro morra!" simples assim!

O perdão faz com que os machucados da alma cicatrizem. Há uma diferença entre feridas e cicatrizes: ambas estão ali para mostrar que fomos machucados, mas a cicatriz conta uma história sem doer!

Perdão não é um sentimento, mas uma decisão! Além disso, é uma obrigação de todo aquele que se diz seguidor de Cristo:
"Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete." Mt 18:21-22

É também uma condição para que você seja perdoado dos seus erros/pecados pelo Senhor!
"Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas." Mt 6:14-15

Que tal dar uma de criança hoje e pedir ao Pai que lhe ajude a decidir perdoar como uma criança, que logo perdoa e esquece aquilo que a machucou?



Nenhum comentário:

Postar um comentário