segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Crente bêbado?! Pode?


"E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito" Ef. 5:18

Nessa época de festas de fim de ano, geralmente surge uma discussão tendo como base esse versículo... 


"-Mas então crente pode beber? Só não pode ficar bêbado? 

-Ou não pode nem um golinho? 
-Só pode tomar vinho porque é a bebida de que a Bíblia fala?"

Já ouvi tanta discussão a esse respeito, mas o que muitas vezes não percebemos é que Paulo fala muito mais além, algo muito mais sério do que beber álcool ou não! 


Por favor, leia comigo alguns versos mais:


"Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade), provando sempre o que é agradável ao Senhor. E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as. Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha. Mas todas as coisas, quando reprovadas pela luz, se tornam manifestas; porque tudo que se manifesta é luz. Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo." Ef 5: 8-21

Espero que lendo o texto assim corrido (e grifado por mim) fique mais fácil de entender o que Paulo está dizendo. 
A palavra-chave aqui é dissolução! Lembra lá da química? 
"Em química dissolução é o ato de misturar um soluto em um solvente." 
"(dis.so.lu.ção). sf. 1. Ação ou resultado de dissolver(-se)." 

A dissolução é quando algo/alguém deixa de estar concentrado! 
Isso é muito mais profundo do que um gole de álcool. É fácil diluir nossa vida. Perder a concentração da presença de Deus em nós, misturar nossos interesses, nossos prazeres, nossa comodidade. 
Quando diluímos a presença de Deus em nós (e ela fica mais fraca), andamos como bêbados, não em linha reta, com um alvo, mas cambaleando, fazendo curvas, trocando as pernas sem saber direito onde vai. 
Quando estamos bêbados de nossos próprios interesses, assim como o bêbado de álcool, também não  enxergamos direito. Achamos aque algo ruim è a melhor coisa do mundo e nos atiramos de cabeça em uma furada. 

Hoje vejo muitos bêbados...
Bêbado de riquezas
Bêbado de interesses próprios 
Bêbado de conselhos errados
Bêbado de amizades que não levam pra perto do Senhor
Bêbado de entretenimento 
Muitos embriagados do mundo e do que ele oferece, mesmo dentro das igrejas...

Então o texto fala "DESPERTA Ó TU QUE DORMES... Vede prudentemente como andais" 
É tipo um "acorda seu bêbado! Olha bem por onde anda e não se engane!"

Há outros textos falando sobre não se embebedar com o mundo...

"Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo. O mundo e a sua cobiça passam, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." I Jo 2:15-17
Um alerta que foi mais forte quando li: uma igreja que, apesar de não negar o nome do Senhor, é casada com o mundo:

"Ao anjo da igreja em Pérgamo escreva: Estas são as palavras daquele que tem a espada afiada de dois gumes. Sei onde você vive, onde está o trono de Satanás. Contudo, você permanece fiel ao meu nome e não renunciou à sua fé em mim, nem mesmo quando Antipas, minha fiel testemunha, foi morto nessa cidade, onde Satanás habita. No entanto, tenho contra você algumas coisas: você tem aí pessoas que se apegam aos ensinos de Balaão*, que ensinou Balaque a armar ciladas contra os israelitas, induzindo-os a comer alimentos sacrificados a ídolos e a praticar imoralidade sexual. De igual modo você tem também os que se apegam aos ensinos dos nicolaítas. Portanto, arrependa-se! Se não, virei em breve até você e lutarei contra eles com a espada da minha boca." Ap 2:12-16

* Balaão ensinou/aconselhou um rei inimigo a seduzir Israel e comprometer sua fé com a idolatria e a imoralidade. 



Meu desafio para esses dias de festas/férias: andar sóbria, enxergando muito bem, com os olhos espirituais a realidade e o caminho onde estou. Não como louca/bêbada, mas buscando concentrar-me  nas coisas do alto e buscando uma concentração da presença de Deus na minha vida!  



Quanto a tomar ou nao um golinho de vinho ou champanhe no ano novo.... Aí já é assunto pra outro post. 















Nenhum comentário:

Postar um comentário